Tradução

terça-feira, 21 de janeiro de 2014

OS VARÕES DE RENOME

OS VARÕES DE RENOME

Saindo da prisão o Senhor o abençoou a ponto dele se tornar administrador da casa de Faraó (Gênesis 41:40). Então quando José foi colocado naquele caixão, vemos a figura de uma semente que inclui toda a revelação de Deus e tudo aquilo que Deus é capaz de fazer. Deus é capaz de nos fazer vencer a rebelião de Lúcifer e nos fazer permanecer fiéis no Senhor. Também nos preservar de permanecer na geração de Adão, que fracassou, misturando-se com os anjos caídos, como está registrado em Gênesis 6:2, onde temos a mistura dos anjos caídos com as filhas dos homens. Esses anjos que escolheram as mais bonitas, as mais belas das filhas dos homens, foram disciplinados por Deus. Mesmo os anjos, com todos os seus poderes, precisam seguir regras espirituais; e uma regra espiritual era não se envolver com o homem que havia sido criado. Mas, eles não guardaram o seu estado original e se envolveram com os homens em total desobediência. E dessa relação surgiram os gigantes, varões de renome (Gênesis 6:4). Pela primeira vez na Bíblia, vemos varões de renome.

O termo: “Varões de renome” significa fama, a fama do homem. Essa fama do homem é o resultado da entrada dos anjos caídos, rebeldes que não guardaram o seu estado original. No livro de Judas capítulo 1, versículo 6, diz: “e a anjos, os que não guardaram o seu estado original, mas abandonaram o seu próprio domicílio.” Existia um domicílio, este domicílio era o seu lugar de habitação, eles não o guardaram, mas se misturaram com os homens. Por isso “ele tem guardado sobre trevas, em algemas eternas, para o juízo do grande Dia.” - Esse grande dia é o grande Trono Branco que lemos em Apocalipse, no capitulo 20, no final, quando a morte é lançada no lago de fogo, quando o inferno é lançado no lago de fogo, quando o mar é lançado no lago de fogo... Ou seja, a habitação dos anjos caídos e dos demônios.

Foi uma grande rebelião a raça angelical misturar-se com a raça humana tendo como resultado uma sub-raça denominada Nephelin e essa palavra Nephelin é traduzida em Gênesis 6 como gigantes, mas em hebraico é Nephelin; e o que é um Nephelin? Não é nem homem nem anjo, é uma mistura.

Tornaram-se os gigantes rebeldes, rebeldes contra Deus e contra os homens, por isso, aqueles habitantes de Canaã, onde Josué entrou, pra estabelecer o reino de Deus, deveriam ser eliminados completamente. E por que Deus permitiu que aqueles povos fossem eliminados completamente? Porque muito provavelmente constituíam uma raça misturada. Uma raça misturada não tem a capacidade de reagir à palavra de Deus, de se arrepender, de ser útil a Deus, por não ter o espírito do homem.

Este é o panorama do livro de Gênesis. Primeiramente, o ministério na geração pré-adâmica, e nessa geração pré-adâmica, há três ministros principais: Miguel, Gabriel e Lúcifer.

Lúcifer, de acordo com Ezequiel 24, era responsável por guardar o jardim de Deus, o jardim do Éden. Podemos dizer que Lúcifer era encarregado pelo serviço na terra; ele era o Querubim que servia na terra. Lemos em Ezequiel 28:11 - “Veio a mim a palavra do SENHOR dizendo: Filho do homem, levanta uma lamentação contra o rei de Tiro e diz-lhe: Assim diz o SENHOR Deus: Tu és o sinete da perfeição, cheio de sabedoria e formosura. Estavas no Éden, jardim de Deus; de todas as pedras preciosas te cobrias” - E aqui fala das pedras e no versículo 14 também, - “Tu eras querubim da guarda ungido, e te estabeleci; permanecias no monte santo de Deus, no brilho das pedras andavas.”

Se interpretarmos a palavra de Deus, podemos considerar perfeitamente que nessa etapa da criação, na terra havia uma liderança; uma liderança com o serviço, isto é, o ministério de guardar o jardim, e esse ministério de guardar os serviços era uma incumbência de Lúcifer. Por outro lado, Miguel, como está escrito em Apocalipse 12, está defendendo os interesses de Deus nas regiões celestiais. Muito provavelmente Miguel era o comandante do exército de Deus, o exército nas regiões celestiais. Toda vez que vemos algum combate espiritual na Bíblia, Miguel está envolvido. E Gabriel é o mensageiro de Deus. Parece que é o encarregado em fazer a conexão dos céus com a terra. Sem muita fantasia, dá para imaginar que estes três Arcanjos têm a responsabilidade desses três serviços, e que o Arcanjo Lúcifer está encarregado pelo serviço na terra; mas se achou iniquidade nele... Por quê? Por causa do seu coração.

Isaías 14 diz: - “Eu subirei, eu subirei aos céus, eu me assentarei!” – É como alguém querer exercer uma função além daquela que lhe foi determinada. Ele quer subir, Subir, subir, a ponto de se colocar como Deus. Como é que um querubim pode chegar ao ponto de querer ser como Deus? Sabemos que Lúcifer é mais sábio que Daniel (Ezequiel 28:3), uma pessoa inteligente, capaz, certamente conhece a diferença entre o criador e criatura. Você acha que Lúcifer queria ser mais do que Deus ou se colocar na posição de criar as coisas? Eu não creio que seja assim, creio que Satanás quis ser exaltado, por que somente Deus pode ser exaltado. Ele quis ser exaltado como Deus. Receber a glória e nesse ponto, Deus o julgou.

Mas nesse juízo, um terço dos anjos seguiu a Lúcifer e até mesmo os habitantes da terra o seguiram. Isso nos dá indicação de que a responsabilidade de Lúcifer era a terra. E por ser o responsável pelo serviço na terra ele tinha autoridade, tinha liberdade e isso preparou terreno para que um terço dos anjos o seguisse e todos os habitantes primitivos da terra também. Isso foi uma grande lição.