Tradução

sexta-feira, 7 de junho de 2013

Apocalipse – Capítulo 3 Carta à igreja em Laodicéia

Apocalipse – Capítulo 3
 A igreja em Laodiceia, por sua vez, retrata aqueles que perderam a simplicidade e, por se acharem possuidores de revelações bíblicas elevadas, se sentem ricos e abastados, rejeitando novas revelações da parte do Senhor. Embora essa igreja se considere rica e conhecedora de muitas verdades, na realidade está empobrecida, suas dificuldades estão expostas, e não consegue enxergar a própria condição de miséria (v. 17). Mesmo assim, podemos ver o desejo do Senhor que alguém se arrependa ali ao ser disciplinado por Ele, e se humilhe, abrindo-Lhe a porta (v. 19).

Carta à igreja em Laodicéia

14 Ao anjo da igreja em Laodicéia escreve: Estas coisas diz o Amém, a testemunha fiel e verdadeira, o princípio da criação de Deus:
15 Conheço as tuas obras, que nem és frio nem quente. Quem dera fosses frio ou quente!
16 Assim, porque és morno e nem és quente nem frio, estou a ponto de vomitar-te da minha boca;
17 pois dizes: Estou rico e abastado e não preciso de coisa alguma, e nem sabes que tu és infeliz, sim, miserável, pobre, cego e nu.
18 Aconselho-te que de mim compres ouro refinado pelo fogo para te enriqueceres, vestiduras brancas para te vestires, a fim de que não seja manifesta a vergonha da tua nudez, e colírio para ungires os olhos, a fim de que vejas.
19 Eu repreendo e disciplino a quantos amo. Sê, pois, zeloso e arrepende-te.
20 Eis que estou à porta e bato; se alguém ouvir a minha voz e abrir a porta, entrarei em sua casa e cearei com ele, e ele, comigo.
21 Ao vencedor, dar-lhe-ei sentar-se comigo no meu trono, assim como também eu venci e me sentei com meu Pai no seu trono.
22 Quem tem ouvidos, ouça o que o Espírito diz às igrejas.